Toda vez que você executa um “SELECT” você pode fazer de duas maneiras.

  1. SELECT * FROM TABELA;
  2. SELECT * FROM ESQUEMA.TABELA;

Seguindo o exemplo acima, você pode acessar o objeto diretamente e o próprio SQL Server resolve o nome do esquema ao qual objeto pertence.

É recomendado que, ao se referir a objetos em seu código, você sempre use os nomes de objetos de duas partes. Alguns custos insignificantes estão envolvidos na resolução do nome do objeto quando ele não for especificado  explicitamente. Por mais insignificante que possa ser, para quê ter esse custo?


 


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *